Rede Pelas Mulheres Indígenas faz retrospectiva em celebração ao dia internacional das mulheres

0
673

12391117_10201193080186759_6038556808017550554_n (1)
A rede PELAS MULHERES INDÍGENAS, que teve inicio em 2014, empoderou 16 mulheres indígenas do Nordeste do Brasil para se tornarem agentes multiplicadoras da transformação social, atuando em suas comunidades fortalecendo outras mulheres e dialogando sobre os direitos das mulheres indígenas. A rede está presente em oito comunidades indígenas do Nordeste – Pataxó Hãhãhãe, Tupinambá, Pataxó do Prado e Pataxó Barra Velha (BA), Xokó (Sergipe), Karapotó Plaki-ô e Kariri-xocó (Alagoas) e Pankararu (Pernambuco).

Entre as ações já executadas está a publicação do livro “Pelas Mulheres Indígenas”, escrito, fotografado e desenhado por mulheres indígenas, com uma Cartilha voltada para orientá-las a prevenir e enfrentar a violência conjugal; O portal –www.mulheresindigenas.org que tem a Comunidade Colaborativa de Aprendizagem; E a página do Facebook – ferramentas que usamos para defender os direitos e mostrar a realidade das mulheres indígenas.

Em 2015, o trabalho feito pela rede foi uma das dezoito iniciativas vencedoras da 21ª Edição do Prêmio Direitos Humanos outorgado pela Secretaria de Direitos Humanos, do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. O Prêmio Direitos Humanos é a mais alta condecoração do governo brasileiro a pessoas físicas ou jurídicas que desenvolvam ações de destaque na área dos Direitos Humanos. Nosso trabalho pela autonomia das mulheres indígenas é a única iniciativa condecorada do estado da Bahia, e também a única voltada para o direito das mulheres.10583959_10201193080026755_5421331747933919643_n (1)

Em dois anos de projeto, muitas outras ações foram realizadas: reuniões nas aldeias, levando a milhares de mulheres indígenas informações sobre direitos das mulheres; as mulheres indígenas foram à rede nacional de televisão, no programa “Mais Direitos, Mais Humanos”, na TV Brasil; muitos relatos foram escritos, fotografados e filmados inteiramente pelas mulheres indígenas, potencializando a voz destas mulheres dentro e fora de suas comunidades, através do blogue Pelas Mulheres Indígenas, e gerando um registro histórico de depoimentos de mulheres indígenas na internet; ajudamos a construir redes de parceria levando consciência aos serviços de atendimentos às indígenas sobre a importância de um atendimento especializado que respeite as especificidades culturais e sociais destas mulheres; muitas vidas foram transformadas: empoderamos muitas mulheres para prevenir e enfrentar a violência contra as mulheres em suas comunidades.

O livro Pelas Mulheres Indígenas está disponível gratuitamente para download neste link:http://www.thydewa.org/wp-content/uploads/2015/03/pelas-mulheres-indigenas-web.pdf

Outros livros da coleção “Índios na Visão dos Índios” estão também disponíveis para download gratuito no site da Thydêwá:http://www.thydewa.org/downloads1/

Institucional

O projeto Pelas Mulheres Indígenas foi idealizado pela ONG Thydêwá e conta com o protagonismo das indígenas para seu redesenho e com a parceria da Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) e o apoio da rede de Pontos de Cultura Indígena do Nordeste e o Pontão Esperança da Terra, iniciativas apoiadas pelo Ministério da Cultura. O livro Pelas Mulheres Indígenas conta com o apoio da Secretaria de Política para as Mulheres do estado da Bahia (SPM-BA)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here